A educação é um processo complexo que envolve professores e alunos em uma jornada de autodescoberta e crescimento pessoal para o benefício de todos os envolvidos. Para obter o melhor dessa experiência, os professores precisam transferir para os alunos algumas das responsabilidades relativas à instrução e a avaliação. Isso permite que eles se tornem os personagens principais desse processo, com conhecimentos prévios, ritmos de aprendizagem e níveis de motivação diversos.

Da última vez, apresentei as três primeiras etapas da instrução personalizada, focadas no professor: conhecer seu papel em sala de aula, que vem se convertendo cada vez mais em um orientador ou concierge, conhecer seus alunos e a individualidade de cada um e saber que você não está sozinho, já que pode contar com os colegas para obter apoio e aconselhamento.


Leia mais: Fornecendo instruções personalizadas: foco no professor


Agora, vamos nos concentrar em mais três etapas para uma instrução personalizada das quais todos os seus alunos podem se beneficiar.

Três pilares da instrução personalizada

As pessoas aprendem fazendo e imitando as outras. Nesse aspecto, a aprendizagem precisa ser interativa para durar. Além disso, ao adotarmos uma abordagem mais flexível de ensino, precisamos reconhecer que devemos deixar de lado as amarras com as quais costumávamos manter tudo sob nosso controle e compartilhar responsabilidades e decisões com os nossos alunos em relação à aprendizagem e à avaliação.

Os três aspectos seguintes da personalização transformarão a maneira como você ensina e criarão as condições perfeitas de aprendizagem para todos os seus alunos.

  1. Um ambiente de aprendizagem interativo

    Para realmente falar de um ambiente de aprendizagem interativo, devemos ter em mente um número reduzido de alunos em uma turma. Como isso nem sempre é possível, você deve estimular a interação dos alunos em pequenos grupos. Isso permite uma conversa atenta entre os colegas e uma interação significativa com os professores.

    Além disso, criar um ambiente de aprendizagem que promova o desenvolvimento dos quatro Cs (pensamento crítico, criatividade, colaboração e comunicação) garantirá um desempenho autêntico do aluno. Nesse sentido, os professores poderiam ver resultados melhores se o tempo de aula fosse dobrado pelo tempo on-line.

    A aprendizagem híbrida é uma abordagem de ensino moderna que promove o desenvolvimento da comunicação, da colaboração, da criatividade e do pensamento crítico.

    Definir o cenário da contribuição on-line para a experiência de aprendizagem dos alunos criará oportunidades para debates sobre diferentes tópicos, abrirá espaço para colaboração em pares ou equipes para vários trabalhos, até mesmo com alunos de outras partes do mundo, e promoverá o pensamento crítico ao questionar opiniões e conteúdos on-line e off-line.

    O ambiente on-line facilita tudo para os alunos devido à liberdade que eles podem sentir por não terem colegas acompanhando cada movimento deles e também por terem a possibilidade de se expressar de diferentes maneiras.

    Um tipo semelhante de liberdade pode ser alcançado com um ambiente flexível de marcação de lugares que permita aos alunos se mover livremente e se expressar criativamente. Esse cenário flexível é o ambiente perfeito para a aprendizagem interativa e, se você deseja obter os melhores resultados, envolva os alunos na organização dos móveis de acordo com a preferência e as necessidades deles.

  2. Um ambiente de aprendizagem flexível

    Falando sobre ambientes flexíveis de aprendizagem e ensino, como instrutores, devemos mostrar muita flexibilidade também em relação aos nossos alunos. Você deve considerar que os alunos têm preferências, habilidades e ritmo de aprendizagem individuais. Cabe ao professor dar a eles várias opções para adquirir conhecimento, assim como alternativas para demonstrar esse conhecimento.

    Ao incluir o ambiente on-line no seu ensino diário, você se beneficiará de um método eficiente que torna a diferenciação em termos de conteúdo e avaliação uma realidade. Além disso, ao personalizar sua estratégia instrucional, você poderá alcançar cada aluno e fornecer instrução personalizada.

    Porém, uma coisa é necessária. É preciso abrir mão da necessidade de controlar tudo e dar aos seus alunos voz e poder de decisão para que eles participem ativamente em sua própria aprendizagem, com os devidos níveis de motivação e engajamento. Ao usar um AVA, por exemplo, você pode oferecer aos alunos opções de cronograma de aprendizagem e uma nova voz on-line.


    Leia mais: Por que todos os educadores devem considerar a instrução diferenciada


  3. Avaliação autêntica

    Em nosso sistema educacional, fomos ensinados a ensinar de acordo com as normas, sem considerar quão aplicável na vida real o conhecimento adquirido é.

    Fazer com que os alunos resolvam problemas da vida real os motiva e os envolve no processo de aprendizagem, o que os deixa com um conhecimento significativo, aplicável fora das paredes da sala de aula, até as suas futuras carreiras.

    Os quatro Cs estão presentes no processo de avaliação e também têm estreita ligação com situações da vida real. Dar aos alunos uma tarefa que exija criatividade ensinará a eles a importância dos direitos autorais e fará com que sintam a autorrealização que só a originalidade pode dar.

    A comunicação e a colaboração podem imitar contextos da vida real que ressoam com os interesses dos seus alunos. No entanto, a consideração criativa determina que os alunos analisem vários contextos e decidam por conta própria, levando em conta diferentes variáveis, além das respostas, soluções ou etapas a serem seguidas em um determinado cenário.

Conclusão

A instrução é agora um processo mais complexo, com muitas nuances a serem consideradas, que coloca os professores na posição de planejar e fornecer conteúdo, criar e avaliar tarefas de várias maneiras para atender aos alunos como indivíduos e cultivar um ambiente de aprendizagem que implica interatividade e flexibilidade.

Todos os esforços que os professores têm que fazer no processo são recompensados com melhores resultados e uma motivação e engajamento maiores e mais reais dos alunos em seu próprio crescimento e desenvolvimento pessoais.

Fique por dentro! Manteremos você atualizado com as dicas e recursos EdTech mais valiosos. Inscreva-se e nunca mais perca uma postagem!