Este ano, o Google faz 22 anos e o Facebook 17. A maioria das crianças e adolescentes em idade escolar é mais jovem do que eles. Os tablets estão ocupando um número cada vez maior de lares, e os óculos de realidade virtual também podem ter um futuro promissor. O papel da tecnologia estará cada vez mais firmemente incorporado em nossas vidas – e nas vidas de nossas crianças.

As oportunidades positivas oferecidas pela tecnologia podem ser aproveitadas para criar uma geração de cidadãos digitais capacitados. No entanto, nem tudo são flores. Pesadas nuvens negras também estão à espreita.

À medida que a educação se torna cada vez mais digital, com um número cada vez maior de dispositivos acessando redes, as instituições educacionais enfrentam uma nova onda de ameaças, como ciberataques, cyberbullying, sexting, radicalização online e até mesmo violações por erro humano.

Se a sala de aula costumava ser o lugar mais seguro para os alunos estarem e aprenderem, agora isso mudou devido ao crescimento da tecnologia.

O que as escolas podem fazer para garantir a segurança online?

Com os riscos emergentes, é mais importante do que nunca que todas as escolas façam da segurança online uma prioridade.

O primeiro a se reconhecer é que, na verdade, há um número crescente de ameaças que os alunos enfrentam por conta do uso extensivo de tecnologia – na escola e fora dela. Em seguida, eles precisam desenvolver e adotar constantemente novas políticas em relação a essas ameaças.

Uma das questões mais importantes a serem regulamentadas é a proteção de dados. As escolas lidam com grandes quantidades de dados confidenciais relacionados aos alunos, suas famílias, o corpo docente, a equipe de apoio e partes interessadas externas. Esses dados estão sendo armazenados em vários locais, tanto física quanto digitalmente, e acessados ​​por um número cada vez maior de pessoas, tanto na escola quanto remotamente.

Infelizmente, muitas escolas não são capacitadas em termos de proteção de dados, e algumas nem sempre percebem quando o manuseio de dados é aquém do necessário. É por isso que criar, atualizar e implementar políticas de proteção de dados, juntamente com outras relacionadas à segurança – online e offline – é fundamental para garantir que todos os alunos possam ter acesso à educação em um ambiente de aprendizagem seguro.

Mas as políticas por si só podem ir até certo ponto. A segurança online é, em última análise, uma questão humana. As pessoas estão por trás de todos os problemas online e têm as soluções para resolvê-los.

Garantir a segurança online nas escolas é papel de todos.

Ensinando professores

Os professores devem ser especialistas no assunto que ensinam e ter robustas habilidades pedagógicas. Por isso, pode parecer um prato cheio para eles, mas não é bem assim. Eles também precisam coletar mais dados dos alunos, classificá-los e usá-los, gerenciar salas de aula e cursos online e atender a um fluxo constante de outros requisitos que estão sempre mudando.

Os diretores das escolas já estão ocupados com o gerenciamento de suas organizações educacionais de todos os portes e certificam-se de atender aos vários requisitos locais, estaduais e federais.

Além disso, a lacuna de gerações e o fato de que todos eles se lembram do mundo como ele era antes do Google e do Facebook os coloca em posição diferente em relação ao conhecimento de tecnologia dos alunos de hoje.

Portanto, é uma demanda irracional esperar que todos os funcionários da escola criem políticas e cursos de segurança online, os atualizem, implementem e garantam a segurança online em suas escolas sem treinamento, suporte e orientação.

Pode não haver uma solução única para superar todas as ameaças online que alunos e escolas podem encontrar. Ainda assim, a segurança online deve fazer parte do desenvolvimento profissional obrigatório de todos os educadores. Manter o corpo docente informado sobre o perigo que pode ameaçar as atividades escolares é a única maneira de acompanhar e superar esse desafio em evolução.

Empoderando estudantes

As crianças também precisam ser educadas sobre como funciona a tecnologia que estão usando – e os riscos associados a ela. Ao capacitá-los com esse conhecimento, podemos aumentar suas chances de navegar por todas essas ameaças online com sucesso.

Os alunos precisam aprender a ser bons comunicadores, tomar decisões responsáveis ao criar e compartilhar conteúdo online, oferecer suporte aos colegas que possam precisar ou buscar a ajuda de outras pessoas. Mas o mais importante é serem participantes ativos em suas comunidades online, agindo sobre a negatividade e promovendo a positividade.

Essas habilidades digitais são essenciais agora e se tornam cada vez mais críticas à medida que a tecnologia continua a se desenvolver e novos riscos online surgem.

Educando os pais

Por último, mas não menos importante, os pais também devem ser incentivados a participar e se envolver no aspecto online da educação de seus filhos.

Alguns pais podem não precisar de muito incentivo, pois já supervisionam tudo. Mas alguns pais são tímidos em relação à tecnologia e não podem fornecer suporte para seus filhos se ou quando eles tiverem que lidar com problemas de segurança online.

Os pais também devem incentivar os filhos a adotar a tecnologia, mas, como muitas outras atividades, tudo é melhor aproveitado e compreendido quando feito em conjunto.

Reflexões finais

Garantir a segurança online nas escolas é essencial no cenário educacional de hoje, e continuará a ser à medida que a educação online entrar em cada vez mais salas de aula. Todos precisam de suporte e orientação para saber como tomar a melhor decisão ao enfrentar as ameaças online.

Confira este artigo informativo sobre as várias maneiras pelas quais os professores lidam com a educação e a prevenção de segurança online. Nele você encontrará dicas e recursos valiosos para professores, alunos, diretores e pais.

Mais uma vez, garantir a segurança online nas escolas é uma questão humana, e todos os interessados têm o poder de superar todas as ameaças online.

Fique por dentro! Manteremos você atualizado com as dicas e recursos EdTech mais valiosos. Inscreva-se e nunca mais perca uma postagem!