A educação costumava estar associada a salas de aula e cadeiras, mesas e quadros negros. Hoje em dia, o ensino também acontece na internet como parte integrante da educação acadêmica ou de programas de aprendizagem ao longo da vida.

O ensino online passou por uma jornada adaptável e transformadora, especialmente para os alunos da pré-escola ao ensino médio no contexto da pandemia da Covid-19.

A transição do ensino presencial para o online foi abrupta e trouxe diversos desafios: escassez de dispositivos, falta de conexão com a internet ou conexão ruim, e treinamento insuficiente. Há também a necessidade de interação e equilíbrio entre a vida pessoal e a escola e/ou o trabalho, potencializada por um desejo de manter uma certa normalidade em um cenário completamente novo.

Depois que uma certa rotina foi estabelecida para o ensino online, um novo desafio surgiu: a criação de um ambiente de aprendizagem inclusivo para que todos os alunos possam prosperar acadêmica e psicologicamente. Para que isso aconteça, o ensino online precisa seguir os padrões do Desenho Universal da Aprendizagem (DUA), superando barreiras de aprendizagem e, ao mesmo tempo fornecendo diversos modos de interação.

Cinco ferramentas digitais para uma sala de aula virtual inclusiva

De acordo com o Relatório de Monitoramento Global da Educação 2020 da UNESCO, deve-se dar atenção aos excluídos da educação em termos de critérios de histórico e habilidades. As escolas devem assegurar uma educação inclusiva e justa para todas as crianças.

A inclusividade se refere primeiro à equidade, depois à igualdade. Portanto, a educação online precisa estar de acordo com esses padrões e fazer com que os alunos se sintam seguros, confiantes e respeitados para atingir seu pleno potencial. A inclusão é alcançada por meio de métodos de ensino e avaliação que criam um senso de comunidade, fornecem soluções de aprendizagem personalizadas e oferecem oportunidades de participação ativa.

Existem diversas ferramentas digitais que os professores podem usar para turmas com habilidades variadas, ao mesmo tempo que oferecem um senso de inclusão para cada aluno.

  1. Equity Maps

    Equity Maps é uma plataforma que permite que você crie um “espaço para que todas as vozes sejam ouvidas”. É um aplicativo para iPad que pode ser facilmente integrado às discussões de sala de aula para promover a colaboração e a participação equitativa para cada aluno. Esta ferramenta ajuda a rastrear os alunos quietos para tentar incluí-los mais nas atividades da aula. Além disso, é também uma ferramenta de auto-observação para os professores verificarem se monopolizam as discussões em classe.

    Os professores podem rastrear qualquer tipo de contribuição do aluno em qualquer formato, gerar um relatório para download como um arquivo CSV, fornecer feedback direcionado, avaliar a interação e o envolvimento em sala de aula, promover uma colaboração mais ampla e encorajar diálogos equitativos.

  2. Explain Everything

    Explain Everything é um quadro branco digital perfeito para o ensino remoto. Compatível com iPad, Android, Chromebooks e todos os navegadores disponíveis, esta ferramenta oferece aos professores os benefícios de um software de animação multimídia e quadro branco.

    Ele suporta uma ampla variedade de tipos de arquivos que os professores podem incluir em vídeos explicativos para alcançar os alunos em seu nível e ajudá-los a se tornarem menos dependentes do professor.

    A plataforma facilita a visualização de rascunhos para capturar as principais ideias de uma discussão ou um debate. Dessa forma, todos podem observar o envolvimento dos colegas na tarefa e ter uma visão geral de como suas ideias evoluíram ao longo da atividade.

    A plataforma oferece um amplo espaço para colaboração e participação ativa, onde os alunos podem explorar, criar e compartilhar informações em um ambiente inclusivo.

  3. Flipgrid

    Flipgrid é uma ferramenta que os professores podem usar para alunos com deficiências variadas para promover a acessibilidade e aumentar a inclusividade na sala de aula.

    Esta plataforma oferece soluções para todos os alunos, desde os extrovertidos que adoram ser vistos e ouvidos até os alunos tímidos que preferem gravar apresentações de áudio usando um quadro branco ou quadro negro com textos e adesivos, até alunos surdos ou com deficiência auditiva que podem usar a linguagem de sinais em seus vídeos ou apenas criar uma apresentação e usar legendas.

    Com seus recursos integrados de Leitura Avançada, o Flipgrid pode ser usado para melhorar a compreensão da leitura oferecendo soluções de ditado, decodificação, leitura em voz alta e traduções. Além disso, ele pode ser usado por professores para compartilhar vídeos explicativos com a classe para que os alunos revejam quando quiserem.

    Embora seu uso principal seja para capturar a voz humana e a presença para dar ao ensino e à aprendizagem online uma sensação natural, o Flipgrid fornece tempo e espaço para que cada voz seja ouvida, seja com o som ligado ou desligado, a câmera ligada ou desligada, ou com visuais alternativos que humanizam o processo de aprendizagem na sala de aula virtual.

  4. Empatico

    Empatico abre a porta para cada aluno e permite que ele compartilhe suas particularidades. Os professores criam uma conta, e a plataforma encontra um parceiro de intercâmbio escolar adequado com o qual possam colaborar.

    Os alunos se beneficiam do contato com outras culturas e comunidades por meio do Empatico, ao mesmo tempo que promovem a empatia em escala global.

    A plataforma também é adaptada para educação especial com instruções em linguagem de sinais, palavras de vocabulário e até listas de palavras para compartilhar por meio de dispositivos de saída. Dessa forma, os alunos não verbais podem participar integralmente das atividades do Empatico.

    O Empatico reúne alunos de todo o mundo para encontrar semelhanças e celebrar suas diferenças além das paredes da sala de aula.

  5. Wakelet

    Wakelet ajuda os professores a reunirem todos os recursos que querem compartilhar com os alunos em um único local para fins de clareza. Ele também pode ser usado como uma ferramenta para se comunicar com os pais e mantê-los informados.

    Como uma ferramenta de curadoria, ele permite que os professores organizem e compartilhem conteúdo com seus alunos, simplesmente criando uma coleção e salvando diferentes materiais. Os alunos também podem usar essa ferramenta para pesquisar certos assuntos e criar portfólios digitais. Dessa forma, os professores podem observar a evolução das contribuições dos alunos mesmo que eles trabalhem em duplas ou grupos.

    Essa plataforma inclusiva capacita os alunos a demonstrarem seu conhecimento e criatividade em um ambiente de aprendizagem seguro. Ela também é integrada a uma Leitura Avançada, assim cada aluno pode acessar texto e outros materiais de aprendizagem em seu próprio ritmo, o que o ajuda a alcançar os resultados desejados.

Reflexões finais

A educação é mais do que a soma dos conceitos e noções que os alunos retêm. É sobre cada aluno visto como um indivíduo com necessidades específicas, mas também como parte de uma comunidade de alunos, onde eles se sentem aceitos.

As ferramentas digitais de hoje oferecem soluções melhores para o ensino inclusivo e acessibilidade para todos os alunos, sejam quais forem suas necessidades de aprendizagem, ajudando-os a alcançar seu pleno potencial.

Fique por dentro! Manteremos você atualizado com as dicas e recursos EdTech mais valiosos. Inscreva-se e nunca mais perca uma postagem!